Insights

Com mais banda larga…
Artigo

Com mais banda larga…

No Brasil, foi observada nos últimos cinco anos a tendência de crescimento de acesso à internet em residências, que permaneceu em ascensão em 2013. Após o período da expansão da internet em locais públicos, observada até 2007, a migração para o ambiente domiciliar continuou em evidência em 2013 e poderá se manter dessa forma pelos próximos anos.

Em dezembro de 2013, segundo a pesquisa NetView da Nielsen IBOPE, 83,7 milhões de pessoas tinham acesso à internet no trabalho ou no domicílio. Desses, 58,2 milhões foram usuários ativos, ou seja, aqueles que se conectam pelo menos uma vez no mês. No geral, considerando todos os ambientes, como casa, trabalho, lan houses, igrejas, bibliotecas e outros locais públicos ou privados, já são mais de 105 milhões de pessoas com acesso.

A maior parte desses usuários tem acesso no domicílio, chegando à marca de 80,8 milhões, em dezembro. E 49,1 milhões foram usuários ativos no domicílio.

É interessante observar que o forte aumento do uso da internet em casa, que vem sendo registrado nos últimos anos, ocorre nas conexões de banda larga de maior velocidade. Dos 49,1 milhões de usuários ativos domiciliares, mais de 16 milhões já tem conexões de 2 Mb a 8 Mb e mais de 11 milhões têm velocidade superior a 8 Mb. A pesquisa NetSpeed Report, realizada com base no NetView pela Nielsen em diversos países, mostra que no Brasil o maior consumo de internet, tanto em quantidade de páginas quanto em média de tempo, é de usuários com melhores conexões. E, por uma questão de renda, as pessoas de mais idade são as que mais usufruem do acesso com maiores velocidades.

Os buscadores, os portais e os sites de comunidades (blogs, redes sociais etc) continuam sendo os conteúdos mais visitados pelos internautas brasileiros, além do alto consumo de entretenimento e de serviços de comunicação. E esse estilo de navegação igualmente se reflete na internet móvel. No mundo todo e também no Brasil, já há uma natural migração do interesse do internauta do computador para os aparelhos de acesso móvel, como tablets e smartphones. É essa a nova fronteira que está sendo conquistada pelos brasileiros, à medida que avança a penetração desses aparelhos na população.

Acompanhando a mudança de comportamento dos internautas, a Nielsen IBOPE já oferece para o mercado brasileiro a pesquisa Mobile Report, que mostra o comportamento do usuário móvel. No painel de usuários que consomem a internet pelo smartphone, os resultados da pesquisa mostram que os conteúdos sociais e de comunicação lideram o gosto do consumidor.  A internet móvel já influencia a maneira como as pessoas compram em lojas físicas, deslocam-se pelas cidades, agem como consumidores exigentes e cidadãos ativos, trabalham e se divertem. Pelo menos um quarto dos internautas móveis já utiliza o smartphone como a principal forma de navegação, sendo os jovens e os níveis socioeconômicos mais altos os grandes entusiastas dessa nova forma de se conectar e comunicar que começa a se expandir para toda a população.