Insights

Quais as preferências do consumidor do centro-oeste?
Artigo

Quais as preferências do consumidor do centro-oeste?

Nos últimos anos, a região Centro-Oeste tem ganhado cada vez mais importância no cenário nacional, segundo estudo realizado recentemente. O agronegócio é o grande propulsor do crescimento da região, fazendo com o que o Centro-Oeste aumente ano após ano sua relevância nas exportações do Brasil. Investimentos públicos e privados estão sendo feitos para que a região continue apresentando um alto nível de desenvolvimento.

São observados na indústria e no varejo, por sua vez, índices de crescimento acima da média do Brasil, além disso, a região apresenta patamares de inflação, inadimplência e desemprego menores que os brasileiros. A região Centro-Oeste possui um crescimento expressivo ao analisarmos o histórico de 10 anos das Cestas Nielsen (Categorias FMCG).

Quanto aos consumidores, há predominância de lares de nível socioeconômico médio e compostos por três a quatro componentes, que diversificam suas compras em diversos canais, sendo os grandes destaques neste ano: pequeno e médio varejo, que crescem, respectivamente, pelo aumento do gasto médio e crescimento das categorias de cesta básica. O canal Farma, que apresenta um elevado crescimento do ticket médio e, por fim, o Cash & Carry, que possui um grande apelo a custo-benefício, aumentando o número de lares compradores, idas ao ponto de venda e ticket médio.

Há um conjunto de categorias de bens de consumo (chocolates, industrializados, carnes congeladas, refrigerantes, alcoólicos, produtos isotônicos, xampu, absorvente, goma de mascar, café, óleos, pão, iogurte, margarina, vodca, papel higiênico, detergente líquido e alimento para gatos) que se destacam com relação ao Brasil, concentrando a metade do crescimento do Centro-Oeste. “Essas categorias cresceram devido à presença em um maior número de lojas, por ganho de importância de marcas de menor preço e embalagens maiores”, comenta Sabrina Balhes, Analista da Nielsen.

Tanto a indústria quanto o varejo podem aproveitar as oportunidades identificadas na região potencializando o seu crescimento. “Para que isso ocorra, é fundamental que haja o entendimento das preferências do consumidor da região. Consumidor este que não valoriza tanto marcas de prestígio na comparação com a média Brasil, mas busca por marcas que inovem, se interessem por suas necessidades e realizem promoções”, propõe Sabrina. Além disso, o consumidor que impulsiona o crescimento do Centro-Oeste se diferencia do consumidor brasileiro, com maior contribuição do nível socioeconômico médio e em lares com cinco ou mais componentes, sendo Rio Verde uma das regiões com maior concentração desse consumidor.