Insights

Temporada de compras: Ação de Graças, Black Friday e Cyber Monday
Artigo

Temporada de compras: Ação de Graças, Black Friday e Cyber Monday

Três datas chave para o varejo dos EUA que viraram tendências e se espalharam para muitas partes do mundo.

Enquanto quase um quarto dos consumidores tem uma vantagem sobre as compras de Natal em setembro, mais consumidores estão chegando em massa às lojas e ao e-commerce à procura de descontos significativos neste fim de semana.

Os homens lideram as compras nas lojas nesse Black Friday

Uma recente pesquisa da Nielsen sobre este tema foi realizada com homens e mulheres e encontrou algumas diferenças interessantes. 52% dos pesquisados disseram que farão suas compras de fim de ano durante este Black Friday. Entretanto, são os homens os mais propensos a visitar as lojas e enfrentar as multidões, de acordo com a pesquisa. De fato, 53% dos homens disseram que planejam realizar suas compras nas lojas, em comparação a 50% das mulheres.  Enquanto 40% indicaram que comprarão online.

Apesar da fama do Black Friday, um quarto dos entrevistados planeja fazer uma visita as lojas durante esse evento pela primeira vez na vida (Estes novatos representam 29% de homens e 22% de mulheres). 

Black Friday

A metade dos consumidores planeja enfrentar as multidões na data para tentar quitar todos os presentes que estão em sua lista de Natal. Mas mesmo antes disso – como muitos consumidores – um terço espera fazer compras para eles mesmos para as Ações de Graça.

Embora tanto homens quanto mulheres não tenham medo das compras, se espera mais homens do que mulheres nas lojas: 52% vs. 48%, respectivamente.

Mas o que estão comprando esses consumidores ansiosos? A lista é liderada por roupas, com 61%. Os compradores também procuram ofertas em eletrônicos (58%), brinquedos (42%), vídeo game (39%) e cartões de presente (27%). Apesar desses elementos se assemelharem às listas de compras dos consumidores desde o ano passado, a percentagem de consumidores com brinquedos em suas listas aumentou bastante.

Cyber Monday

Cyber ​​Monday será uma variação de consumo, diferente da Black Friday. Mais consumidores dizem que comprarão neste dia com ofertas digitais (60%), e mais mulheres dizem que participarão desse evento de compras natalinas (62% das mulheres em comparação a 58% dos homens). Apesar dos consumidores não terem que sair de suas casas para ir às compras, há muito planejamento a ser feito a fim de encontrar as melhores ofertas: 71% daqueles que planejam suas compras estão utilizando uma página da web de descontos non Cyber ​​Monday, seguido por sites do varejo (59% das mulheres e 48% dos homens), e-mails (44%), meios de comunicação social (38%) os compradores da velha guarda conferirá jornais e circulares enquanto periódicos e circulares, enquanto planeja suas compras.

Este será um fim de semana agitado para os varejistas dos EUA, tanto em lojas online quanto físicas. No entanto, alguns consumidores pensam em esperar para decidir o que fazer com as suas listas de fim de ano. E as famílias multiculturais têm essa tendência. Em uma pesquisa em 2015, 72% dos asiático-americanos, 68% dos americanos hispânicos e 67% dos afro-americanos disseram que planejam esperar para começar suas compras de Natal, em comparação com 64% do total de lares americanos.

Dias de ofertas

Não importa o dia que os compradores escolham, os varejistas  vêm esses dias como um grande impulso em suas vendas. Em ambas as datas, mais da metade (56%) dos consumidores planejam gastar entre $ 100 e $ 500 dólares. Na Black Friday , 30% dos planejam gastar entre $ 250 – $ 500 nas compras para as festas de fim de ano.

E o que acontece na comemoração de Ações de Graças?

A temporada de Ações de Graça nos Estados Unidos requer muito planejamento também. Segundo dados da Nielsen, a semana de Ações de Graças é uma das de maior venda para todas as categorias de alimentos e bebidas, seguida apenas pela de Natal.

Segundo a Nielsen, apenas 17% dos lares comoram um peru em novembro. Mesmo que o peru seja importante e conhecido na festa, ele não é o único item que os consumidores buscam para celebrar esse dia.

Ainda que muitos consumidores prefiram fazer a típica comida caseira, muitos outros estão buscando alternativas mais práticas para sua celebração. Desde 2010, a semana de Ações de Graças tem sido a mais vendedora do ano para as seções das lojas que oferecem comidas prontas como a batata e o seu recheio. Igualmente, é a semana com as maiores vendas demolhos com uma taxa de crescimento anual – de 2010 a 2014 – foram 8.1%, superando a outras categorias de preparo rápido.

A categoria de produtos hortaliços, que inclui pratos, lanches e refeições preparadas, saltou da 12ª para 7ª posição de alimentos mais comprado em Ação de Graças. Saladas embaladas também têm crescido a uma taxa de 5,1% ao ano.