Insights

As gerações mais jovens buscam por alimentos benéficos a saúde
Artigo

As gerações mais jovens buscam por alimentos benéficos a saúde

{“order”:4,”name”:”pubdate”,”attributes”:{“sling:resourceType”:”nielsenglobal/components/content/publishdate”},”children”:null}

Os consumidores de todas as idades estão se esforçando para levar uma vida mais saudável  e muitos estão fazendo isso por meio da escolha de alimentos mais saudáveis. Mais da metade dos entrevistados globais de cada geração diz que está disposta a pagar mais por alimentos que contenham benefícios a saúde, mas os jovens estão liderando este caminho, sendo que 81% e 78% da geração Y e Z, respectivamente, afirmaram que estão comprometidos em desembolsar mais para consumir esse tipo de alimentos.  

Enquanto alimentos saudáveis com baixo teor de sódio ou de açúcar atraem os consumidores mais velhos, os alimentos orgânicos, sem glúten e ricos em proteína atraem os entrevistados mais jovens.

Quando o assunto é comer fora de casa, quase seis a cada dez entrevistados da Geração Y (58%) afirmam que comem fora pelo menos uma vez por semana, ou seja, duas vezes mais que os Baby Boomers (29%). Além disso, 30% da Geração Y come fora três ou mais vezes durante a semana.

Os smartphones também já viraram itens essenciais na mesa dos consumidores globais. A surpresa é que os Baby Boomers (52%) são os que mais se distraem com tecnologia durante as refeições, quando comparados as demais gerações. 

Não é apenas em relação à alimentação que nosso comportamento se diferencia de acordo com a faixa etária a qual pertencemos! Dependendo da nossa idade, nosso modo de fazer algo tão simples, como ­ficar a par das notícias ou economizar dinheiro pode ser muito diferente.

Conheça nosso estudo completo sobre os diferentes estilos de vida das gerações!

A pesquisa Global Nielsen, Estilo de Vida das Gerações entrevistou 30.000 pessoas online em 60 países para compreender melhor o sentimento geral dos consumidores e entender como a vida difere entre as gerações. Para os propósitos deste estudo, os entrevistados são segmentados em cinco classificações sobre seus estágios de vida: Geração Z (idade 15-20), Geração Y (21-34), Geração X (35-49), os Baby Boomers (50-64) e a Geração Silenciosa (65 anos ou mais).