Insights

Cenário editorial mostra sinais de recuperação no 7º período de 2016
Artigo

Cenário editorial mostra sinais de recuperação no 7º período de 2016

{“order”:4,”name”:”pubdate”,”attributes”:{“sling:resourceType”:”nielsenglobal/components/content/publishdate”},”children”:null}

Mesmo ainda em queda, sétimo período analisado do mercado editorial brasileiro já apresenta melhor desempenho em relação ao anterior. Trata-se da segunda melhor variação percentual quando comparado ao ano passado com -5,51% em volume e 2,78% em faturamento.

A melhora nos resultados também é refletida na análise comparativa do acumulado** de 2016 com o ano de 2015, interrompendo dois períodos seguidos de crescimento do gap negativo. Atualmente, há uma queda de -14,93% em volume e -5,83% em valor, resultados melhores que o período passado, em que apresentou queda de -16,30% em volume e -6,94% em valor.

“Em 2016, fala-se da ausência de algum fenômeno paralelo aos livros de colorir que pudesse impulsionar o mercado. A verdade é que a ascendência dos livros de colorir durante o ano de 2015 (com picos no 5º e 6º períodos) estabeleceu um parâmetro tão alto de comparação que agora percebemos o quão essas vendas foram efetivamente incrementais. O sétimo período começa a experimentar uma base comparativa mais alinhada, e a expectativa para o restante do ano é que as vendas se recuperem”, comenta Ismael Borges, nosso gestor de Nielsen BookScan Brasil.

Fazendo uma simulação do cenário, sem as vendas dos livros de colorir, a performance do período passa a ser mais positiva com variação de 1,33% em volume e 8,12% em valor. No acumulado, os resultados passariam a ser de -9,66% em volume e -1,59% em faturamento.

Esses são alguns dos dados do 7º Painel das Vendas de Livros do Brasil em 2016, apresentados por nós em parceria com o Sindicato Nacional dos Editores de Livros (SNEL).  Os números têm como base o resultado de Nielsen BookScan Brasil, que apura as vendas das principais livrarias e supermercados no país.

* T. Mercado – Período 7: 2015 (15/06 a 12/07/2015) x 2016 (20/06 a 17/07/2016).
**T. Mercado – Acumulado WK01 / WK28: 2015 (29/12/2014 a 12/07/2015) x 2016 (04/01 a 17/07/2016).
Fonte: Nielsen | Nielsen BookScan

Metodologia

O objetivo da criação do Painel é dar mais transparência à indústria editorial brasileira. A iniciativa da parceria entre o SNEL (Sindicato Nacional dos Editores de Livros) e a Nielsen disponibiliza para o setor dados atualizados que poderão contribuir nas tomadas de decisões por empresários de todos os portes. 

Para a realização do Painel, os dados são coletados diretamente do “caixa” das livrarias, e-commerce e varejistas colaboradores. As informações são recebidas eletronicamente em formato de banco de dados. Após o processamento, os dados são enviados online e atualizados semanalmente.

Nielsen Bookscan é o primeiro serviço de monitoramento de vendas de livros no mundo, presente em dez países, e o resultado de seu trabalho é um forte instrumento de decisão para as editoras que trabalham com estes dados. O SNEL divulga o Painel das Vendas de Livros no Brasil a cada quatro semanas.