Insights

MMB2016: Consumidor troca conveniência por economia
Artigo

MMB2016: Consumidor troca conveniência por economia

{“order”:4,”name”:”pubdate”,”attributes”:{“sling:resourceType”:”nielsenglobal/components/content/publishdate”},”children”:null}

Um dos 5 insights que nosso estudo “Mudanças no Mercado Brasileiro 2016: O que você precisa saber sobre o consumidor” é a escolha que o consumidor passa a fazer entre conveniência e economia, em um cenário econômico de inflação, desemprego e desconfiança.

Para não perder os benefícios conquistados nos últimos anos e tendo o preço no centro do planejamento, os consumidores adaptam suas missões de compra buscando mais abastecimento no Atacarejo (Cash&Carry). Já no Hipermercado, ainda há procura por abastecimento, mas percebe-se também um aumento na dinâmica de compra de reposição e a procura por conveniência é o principal papel do Supermercado. Lojas de Vizinhança assumem um papel de extensão da despesa da dona de casa, que traz o Bar para dentro do domicílio. Por outro lado, lojas menores, como Mercearias e Perfumarias, são menos acessadas por não garantirem preço competitivo.

Neste cenário, verificamos que o Atacarejo (Cash&Carry), em 2015, cresceu 47% por meio da abertura de novas lojas no país (49 estabelecimentos). Essa pulverização foi importante para gerar maior acesso ao canal e também contribuiu para a formação de um novo perfil: hoje, 50% a 70% dos compradores já são pessoas físicas. Outro ponto interessante referente ao canal é que sua expansão atinge particulamente a classe C e com maior contribuição dos nordestinos, já que a região apresenta menos canais para o consumidor mixar.

Ficou interessado nos demais insights do nosso estudo? Clique aqui para conhecer as 5 coisas que você precisa saber sobre o consumidor.