Insights

Mercado livreiro começa 2017 estável
Artigo

Mercado livreiro começa 2017 estável

{“order”:4,”name”:”pubdate”,”attributes”:{“sling:resourceType”:”nielsenglobal/components/content/publishdate”},”children”:null}

O primeiro período de 2017 do mercado livreiro apresentou estabilidade em relação às vendas em volume (-0,26%), porém com leve crescimento do faturamento (+2,63%), quando comparado aos resultados do mesmo intervalo em 2016.

A receita reflete o desempenho das vendas sazonais da época de volta às aulas, já que o intervalo concentra o primeiro período de compra dos livros didáticos e universitários, títulos com preço médio maior do que a média do mercado.

“A flexibilidade do Carnaval mexe com a dinâmica de venda do período de volta às aulas, de modo que a análise do início do ano fica mais robusta quando comparamos 8 semanas. Apesar de começar 2017 relativamente estável, a perspectiva para o ano é de crescimento”, comenta Ismael Borges, gestor do Bookscan Brasil.

Esses são alguns dos dados do 1º Painel das Vendas de Livros no Brasil em 2017, apresentados pelo Sindicato Nacional dos Editores de Livros (SNEL) e pela Nielsen. Os números têm como base o resultado de Nielsen BookScan Brasil, que apura as vendas das principais livrarias e supermercados no país.

T. Mercado – Período 1: 2016 (04/01 a 31/01/2016) x 2017 (02/01 a 29/01/2017)
Fonte: Nielsen | Nielsen BookScan

Metodologia

O objetivo da criação do Painel é dar mais transparência à indústria editorial brasileira. A iniciativa da parceria entre o SNEL (Sindicato Nacional dos Editores de Livros) e a Nielsen disponibiliza para o setor dados atualizados que poderão contribuir nas tomadas de decisões por empresários de todos os portes. 

Para a realização do Painel, os dados são coletados diretamente do “caixa” das livrarias, e-commerce e varejistas colaboradores. As informações são recebidas eletronicamente em formato de banco de dados. Após o processamento, os dados são enviados online e atualizados semanalmente.

Nielsen Bookscan é o primeiro serviço de monitoramento de vendas de livros no mundo, presente em dez países, e o resultado de seu trabalho é um forte instrumento de decisão para as editoras que trabalham com estes dados. O SNEL divulga o Painel das Vendas de Livros no Brasil a cada quatro semanas.