Mercado Livreiro confirma tendência de recuperação no 4° Período de 2018

Entretenimento | 19-09-2018

Contemplando a segunda quinzena de férias escolares; eventos sazonais, como o Dia dos Pais e a Bienal do Livro em São Paulo; e a volta às aulas no 2º semestre, o 8º período de 2018* apresentou números positivos para as vendas de livros no país.

Após dois períodos seguidos de queda, o mercado livreiro teve crescimento de 11,45% em volume e 8,47% em faturamento no 8T, em relação ao mesmo intervalo no ano passado.

Comparando apenas a semana que compreende o Dia dos Pais e a Bienal do Livro SP com a média de vendas das três semanas anteriores aos eventos, verificou-se um incremento de 24% em volume e de 20% em faturamento. Outro destaque foi o aumento do desconto médio ofertado, de 0,79 pontos percentuais.

Além disso, no período de volta às aulas, chamou atenção uma maior procura por títulos científicos, técnicos e profissionais. “Os gêneros voltados para o público universitário com foco em Engenharia, Direito e Saúde tiveram a maior média de crescimento em comparação ao período anterior.

Quando confrontamos com os dados do ano passado, os CTPs e Didáticos tomam maior espaço, crescendo acima da média. Ficção, por outro lado, foi o gênero menos expressivo em vendas nessa época”, pontua Ismael Borges, gestor da divisão de Bookscan, da Nielsen Brasil.

Mantendo o bom desempenho, no acumulado do ano** o mercado registrou performance superior à de 2017, com aumento de 5,97% em volume e de 9,8% em valor.

Esses são alguns dos dados do 8º Painel das Vendas de Livros no Brasil em 2018, apresentados pelo Sindicato Nacional dos Editores de Livros (SNEL) e pela Nielsen. Os números têm como base o resultado da Nielsen BookScan Brasil, que apura as vendas das principais livrarias e supermercados no país.

* T. Mercado – Período 08: 2017 (17/07 a 13/08/2017) x 2018 (16/07 a 12/08/2018)
** T. Mercado – Acumulado WK01 / WK32: 2017 (02/01 a 13/08/2017) x 2018 (01/01 a 12/08/2018
Fonte: Nielsen | Nielsen BookScan

Metodologia

O objetivo da criação do Painel é dar mais transparência à indústria editorial brasileira. A iniciativa da parceria entre o SNEL (Sindicato Nacional dos Editores de Livros) e a Nielsen disponibiliza para o setor dados atualizados que poderão contribuir nas tomadas de decisões por empresários de todos os portes.
Para a realização do Painel, os dados são coletados diretamente do “caixa” das livrarias, e-commerce e varejistas colaboradores. As informações são recebidas eletronicamente em formato de banco de dados. Após o processamento, os dados são enviados online e atualizados semanalmente.

Nielsen Bookscan é o primeiro serviço de monitoramento de vendas de livros no mundo, presente em dez países, e o resultado de seu trabalho é um forte instrumento de decisão para as editoras que trabalham com estes dados. O SNEL divulga o Painel das Vendas de Livros no Brasil a cada quatro semanas.

SOBRE O SNEL - Criado em 1940, o Sindicato Nacional dos Editores de Livros tem como finalidade o estudo e a coordenação das atividades editoriais, bem como a proteção e a representação legal da categoria de editores de livros e publicações culturais em todo o Brasil. Como representante da categoria editorial, o SNEL é filiado à International Publishers Association (IPA) e ao Centro Regional para el Fomento del Libro en America Latina y el Caribe (Cerlalc). O Sindicato mantém articulações permanentes com diversas entidades, tanto governamentais quanto privadas, com o objetivo de fomentar a política do livro e da leitura no país. Para mais informações, visite o site www.snel.org.br.
 

Tagged:  BOOKS