Imprensa

Saúde é a maior preocupação do brasileiro, aponta pesquisa da Nielsen

Estudo aponta comportamento na contramão do restante da América Latina, que apresenta maior preocupação na estabilidade de emprego e economia

São Paulo, Brasil (maio de 2013) – A Nielsen, (www.br.nielsen.com), provedora global de informações e insights sobre o que o consumidor assiste e compra, acaba de divulgar a Pesquisa de Confiança do Consumidor do 1º trimestre de 2013 e destaca que as duas maiores preocupações dos brasileiros estão focadas na saúde (33%), seguida do equilíbrio de trabalho e vida (23%), e em terceiro lugar com a economia (17%). Na média da América Latina, a estabilidade de emprego é a primeira no ranking com 29%, economia e saúde com, respectivamente, 22% e 21%.

“A preocupação dos brasileiros é diferente da maioria dos países da América Latina em relação ao desemprego, pois o Brasil tem uma das menores taxas de desemprego dos últimos 20 anos. No entanto, um de nossos maiores atrasos é o serviço público, dentre eles, a saúde, que está bastante defasada frente a outros países. A saúde privada, por outro lado, está cada vez mais cara”, esclarece Claudio Czarnobai, gerente de atendimento da Nielsen.

Prova disso é o índice de 69% da população brasileira que considera boa ou excelente as perspectivas de emprego para os próximos 12 meses. Número que permanece inalterado desde o terceiro trimestre do ano passado. E quando o assunto é a percepção das finanças pessoais, para os próximos 12 meses, 78% também considera boa ou excelente./

Brasileiro permanece confiante – No primeiro trimestre de 2013, dos 58 países pesquisados, o Brasil foi o quinto mais confiante, com 112 pontos, tendo subido 1 ponto comparado ao trimestre anterior, ficando atrás apenas da Indonésia (122), Índia (120), Filipinas (118) e Tailândia (115). Já a média da América Latina declinou dois pontos em comparação ao 4º trimestre de 2012.

Entretenimento – A intenção em gastar os recursos excedentes com entretimento fora do lar volta a crescer no Brasil, atingindo 39%, e quitar dívidas permaneceu por mais um trimestre com 37%. “Até pela confiança que possui na economia que gastos com entretenimento fora do lar volta a crescer nacionalmente”, pontua Czarnobai.

Pesquisa Confiança do Consumidor 1º Trimestre 2013
A Pesquisa Global Sobre a Confiança e Intenções de Gastos do Consumidor da Nielsen foi conduzida de 18 de fevereiro a 8 de março de 2013 e entrevistou mais de 29 mil consumidores com acesso à Internet em 58 países na Ásia-Pacífico, Europa, América Latina, Oriente Médio, África e América do Norte. A amostra possui cotas de faixas etárias e sexo com base nos internautas de cada país e é ponderada para ser representativa dos consumidores com acesso à Internet, tendo uma margem de erro máxima de ±0,6%. Esta pesquisa da Nielsen se baseia apenas no comportamento de entrevistados com acesso à Internet. As taxas de penetração de Internet variam por país. A Nielsen utiliza um reporte padrão mínimo de 60% de penetração de Internet ou uma população de no mínimo 10 milhões de usuários de Internet para que o país seja incluído na pesquisa. O Índice de Confiança do Consumidor da China é compilado a partir de uma pesquisa separada que utiliza metodologia mista conduzida com 3.500 entrevistados. A Pesquisa Global da Nielsen, que inclui o Índice de Confiança Global do Consumidor, foi estabelecida em 2005.

Sobre a Nielsen
Nielsen Holding N.V. (NYSE: NLSN) é uma empresa global de informação e pesquisa com posições de liderança nos mercados de marketing e informação do consumidor, televisão e mensuração do outros meios, inteligência online e pesquisa de celulares. A Nielsen está presente em aproximadamente 100 países, com sedes em Nova Iorque, EUA, e Diemen, Holanda. Para mais informações, por favor visite www.nielsen.com

Contato para imprensa

Versátil Comunicação Estratégica (www.versatilcomunicacao.com.br)
Mariana Vieira (mariana@versatilcomunicacao.com.br)
Sandra Takata (sandra@versatilcomunicacao.com.br)
Tel. (11) 2832-5500