Imprensa

Epidemia de dengue e surgimento dos vírus zika e chikungunya impulsionam vendas de repelentes

Atualmente, as epidemias de dengue e zika vêm sendo alvo de atenção e preocupação em todo o mundo. O aedes aegypit, responsável por transmitir não só a dengue como também os vírus zika e chikungunya, contamina por meio de sua picada, que infelizmente só pode ser evitada pelo uso de repelentes, segundo o Ministério da Saúde.  A situação se agrava ainda mais nesta época do ano, pois a proliferação do mosquito é maior devido às frequentes chuvas de verão e o acúmulo de água parada, que propiciam o ambiente ideal para sua reprodução.

Este cenário, tanto sazonal quanto epidêmico, tem beneficiado a indústria e fez com que as vendas de repelentes no Brasil disparassem. A categoria registrou um avanço de aproximadamente 50% em seu faturamento no ano passado, época em que os casos das doenças surgiram em boa parte do país. De acordo com dados da Nielsen, em dezembro de 2015, as vendas subiram em valor, 230%, e em volume, 115%, comparado como mesmo período de 2014.  E o avanço deve continuar no mesmo ritmo em 2016.

Tanto o crescimento em volume quanto em valor de repelentes é bem mais significativo nos quatro últimos meses de 2015 (55% e 88%, respectivamente) que a variação do ano todo (32,5% e 49,5%). “Somente no interior de São Paulo, no ano passado, as vendas subiram mais de 100% devido ao surto de dengue. Agora, com o zika, os números vão aumentar”, diz João Otávio Silva, analista de mercado da Nielsen.

Segundo a OMS, apesar da América Latina estar sendo ameaçada pelo aedes aegypit e suas doenças, o Brasil é o país onde mais casos de zika vírus foram identificados, com 3.893 casos suspeitos reportados desde outubro, segundo dados oficiais, o que supõe um aumento de 30% em relação aos anos anteriores, desde 2010. 

SOBRE A NIELSEN

Nielsen Holdings plc (NYSE: NLSN) é uma empresa global de gestão de informação, que proporciona um entendimento completo sobre o que os consumidores assistem e compram (Watch & Buy). No segmento Watch, a Nielsen oferece aos clientes de mídia e publicidade serviços de medição de audiência (Total Audience) de qualquer dispositivo em que é possível ter acesso a conteúdos (vídeo, áudio, texto). O segmento Buy oferece aos fabricantes de bens de consumo e varejistas uma visão global única do desempenho da indústria. Ao integrar as informações dos segmentos de Watch e Buy com dados de outras fontes, a Nielsen apresenta aos seus clientes uma medição de primeiro nível, bem como análises avançadas que permitem o crescimento de seus negócios. A Nielsen, empresa conceituada na Standard & Poors 500, está presente em mais de 100 países, representando 90 por cento da população mundial. Para mais informações, visite www.nielsen.com.

CONTATO IMPRENSA (www.nielsen.com)

Angélica Vargas – Comunicação Externa Brasil
angelica.vargas@nielsen.com / (5511) 4613718