Imprensa

Vendas de Natal ficam abaixo do esperado e 2015 fecha com queda nominal de 7% em faturamento

O último período de 2015 apresentou queda nas vendas de livros em exemplares (-7,5%) e em faturamento (-4,5%) quando comparado ao mesmo período em 2014, e o aumento do preço médio se manteve em 3,2%. No consolidado anual (de 29/12/14 a 27/12/15) observou-se variação positiva de 2,52% em exemplares e 3,43% em valores, comparado ao mesmo recorte no ano de 2014. Considerando a inflação anual de 10,67%, o resultado real é uma queda de 7%.

Esses são alguns dos dados contidos no 11º Painel das Vendas de Livros do Brasil, apresentados pelo Sindicato Nacional dos Editores de Livros (SNEL) e pela Nielsen.  Os números têm como base o resultado de Nielsen BookScan Brasil, que apura as vendas das principais livrarias e supermercados.

“Obviamente o mercado editorial não é imune à crise, no entanto foram vendidos 1 milhão de livros a mais em 2015. Os três últimos períodos do ano foram particularmente pesados, mas não netralizaram integralmente os ganhos anteriores. A performance em faturamento merece análise mais aprofundada, já que são muitas as variáveis envolvidas além da própria inflação do período. Os números indicam que os varejistas enfrentaram a crise cedendo menos descontos. As editoras sentiram mais a crise, já que o preço médio se manteve praticamente paralisado”, comenta Ismael Borges.

Na projeção de vendas das editoras, a variação de faturamento é de 0,31%, uma queda real (considerando a inflação) de 9,36%. “Esperávamos uma recuperação das vendas no 4º trimestre de 2015, após o excelente resultado da Bienal do Rio de Janeiro, mas infelizmente ela não veio. Temos que nos preparar para enfrentar 2016, com a previsão da manutenção do quadro recessivo”, comenta Marcos da Veiga Pereira, presidente do SNEL.

* T. Mercado – Período 13: 2014 (31/11 a 28/12/2014) x 2015 (30/11 a 27/12/2015) – Fonte: Nielsen | Nielsen BookScan

Metodologia

O objetivo da criação do Painel é dar mais transparência à indústria editorial brasileira. A iniciativa da parceria entre o SNEL (Sindicato Nacional dos Editores de Livros) e a Nielsen disponibiliza para o setor dados atualizados que poderão contribuir nas tomadas de decisões por empresários de todos os portes. 

Para a realização do Painel, os dados são coletados diretamente do “caixa” das livrarias, e-commerce e varejistas colaboradores. As informações são recebidas eletronicamente em formato de banco de dados. Após o processamento, os dados são enviados online e atualizados semanalmente.

Nielsen Bookscan é o primeiro serviço de monitoramento de vendas de livros no mundo, presente em dez países, e o resultado de seu trabalho é um forte instrumento de decisão para as editoras que trabalham com estes dados.

 O SNEL divulga o Painel das Vendas de Livros no Brasil a cada quatro semanas.

SOBRE A NIELSEN – Nielsen Holdings plc  (NYSE: NLSN) é uma empresa global de gestão de informação, que proporciona um entendimento completo sobre o que os consumidores assistem e compram (Watch & Buy). No segmento Watch, a Nielsen oferece aos clientes de mídia e publicidade serviços de medição de audiência (Total Audience) de qualquer dispositivo em que é possível ter acesso a conteúdos (vídeo, áudio, texto). O segmento Buy oferece aos fabricantes de bens de consumo e varejistas uma visão global única do desempenho da indústria. Ao integrar as informações dos segmentos de Watch e Buy com dados de outras fontes, a Nielsen apresenta aos seus clientes uma medição de primeiro nível, bem como análises avançadas que permitem o crescimento de seus negócios. A Nielsen, empresa conceituada na Standard & Poors 500, está presente em mais de 100 países, representando 90 por cento da população mundial. Para mais informações, visite www.nielsen.com.

ASSESSORIA DE IMPRENSA DA NIELSEN

Versátil Comunicação Estratégica www.versatilcomunicacao.com.br

Karina Spedanieri (karina@versatilcomunicacao.com.br) – Tel. (11) 2832-5501

Sandra Takata (sandra@versatilcomunicacao.com.br) – Tel. (11) 2832-5507