Imprensa

Dois em cada três pais escolhem a alimentação dos seus bebés segundo as recomendações de especialistas

  • Só 5% compra sob a influência da informação das marcas transmitida através dos anúncios televisivos
  • Apenas 7% decide em função do preço mais baixo no linear

Lisboa, 28 de Agosto de 2015 – Na alimentação dos mais pequenos da casa, o word of mouth é fundamental. Segundo o relatório “Tendências em grande consumo para bebés”, elaborado pela consultora Nielsen, dois em cada três consumidores com bebés decidem a compra de alimentos de acordo com as recomendações de pediatras. Também é muito importante a experiência prévia que familiares e amigos lhes transmitem, factor decisivo para 45% dos consumidores.

Essa recomendação também pode vir de outras fontes como blogs (20%), páginas web (15%) e revistas da especialidade (12%). De facto, para os portugueses, é mais importante a prescrição de especialistas ou a opinião de figuras próximas do que propriamente a informação que lhes pode ser passada pelas marcas.  Em concreto, os anúncios televisivos levam a compra de um ou outro produto para apenas 5% dos consumidores.

 A infidelidade via prescrição e preço

Por outro lado, é habitual que os alimentos para bebés não sejam sempre os mesmos no momento da compra. Quase oito em cada dez consumidores afirmam já ter mudado de marcas, o que tem muito a ver com o word of mouth e preço, como conclui o relatório Nielsen. Assim, quase metade, 48% mudou por prescrição direta de pediatras e especialistas, enquanto 39% foi desleal ao encontrar artigos de outra marca em promoção.

Não obstante, a principal qualidade valorizada pelo consumidor no momento de adquirir um produto de alimentação infantil é o seu valor nutricional (50%), enquanto 45% valoriza a marca em si e a confiança que esta proporciona. Apenas 10% considera as promoções como razão principal para a compra do produto, o que reflete que os pais não decidem a compra de produtos para os mais pequenos exclusivamente pelo preço.

Além disso, só 7% dos consumidores com bebés afirma comprar produtos mais baratos, independentemente da marca. Nos casos em que os consumidores costumam usar uma série específica de marcas, no linear 66% decide-se pela que impactar menos o seu orçamento. Ainda assim, são 27% os que não olham ao preço em nenhum caso e compram o produto da marca que pretendem, seja a que preço for.

Segundo o especialista da Nielsen, Rafael Roche, “a indústria não deve somente demonstrar aos compradores o valor dos seus produtos para os mais pequenos mas, também, a uma ampla rede de fontes de confiança, como médicos e pediatras. A sua opinião é decisiva pois tem uma grande influência nos pais, que a eles costumam recorrer quando se iniciam neste mercado. A qualidade também é fundamental para assegurar a lealdade posterior do consumidor”.  

Sobre o estudo

O estudo internacional “Tendências de Grande Consumo para bebés” foi realizado entre os dias 23 de Fevereiro e 13 de Março de 2015, tendo a participação de mais de consumidores de 60 países da Ásia-Pacífico, Europa, América Latina, Médio Oriente, África e América do Norte que tiveram um filho nos últimos 5 anos. A amostra está segmentada em cada país por idade e sexo em função dos seus utilizadores de Internet e tem uma margem de erro máxima de ± 0,6%. Este estudo da Nielsen baseia-se no comportamento dos consumidores com acesso à Internet. As taxas de penetração da Internet variam consoante o país. A Nielsen utiliza um barómetro mínimo de penetração da Internet de 60% ou de 10 milhões de utilizadores para a sua inclusão no inquérito

Acerca da Nielsen

A Nielsen N.V. (NYSE: NLSN) é uma empresa global  de gestão de informação, que proporciona uma visão completa sobre o que o consumidor vê e compra. A área Watch da Nielsen oferece aos seus clientes de media e publicidade, serviços de medição de audiência (Total Audience) de qualquer dispositivo, em que é possível ter acesso a conteúdos (vídeo, áudio, texto). A área Buy oferece aos fabricantes y retalhistas de bens de grande consumo uma visão global única do desempenho da indústria. Ao integrar informação das áreas de Watch, Buy e outras fontes de dados, a Nielsen disponibiliza aos seus clientes  uma medição de primeiro nível, bem como análises avançadas que contribuem para o crescimento do negócio. A Nielsen, empresa conceituada na Standard & Poors 500, está presente em mais de 100 países, representando 90 por cento da população mundial. Para mais informações, visite www.nielsen.com http://www.nielsen.com/> .  

CONTACTO:

Ana Paula Barbosa, +35 121 781 12 00 [email protected]

Pablo G. Domenech, +34 91 576 05 88, [email protected]