02_Elements/Icons/ArrowLeft Voltar para o Insight
Percepções > Audiências

Desde a urna de votação até a mercearia: Uma Perspectiva de 2016 sobre a Influência Hispânica Crescente na América

1 minuto ler | Agosto 2016

O poder e a influência hispânica estão aumentando: 50% do crescimento recente da população americana veio de hispânicos e espera-se que a população latina dos EUA duplique dentro das próximas duas gerações. E a população hispânica dinâmica de hoje, cada vez mais jovem, nascida nos EUA, está moldando a corrente dominante americana, mantendo fortes laços com suas culturas de origem, desenvolvendo uma personalidade "ambicultural*" que é ao mesmo tempo inteiramente americana e inteiramente da cultura de origem de cada um.

Os marqueteiros experientes estão percebendo e criando comunicações em dois idiomas que falam tanto com o espírito americano quanto com a alma latina. Para entender melhor estes jovens e vibrantes consumidores, este quinto relatório sobre o consumidor latino na série de Inteligência Diversa da Nielsen examina as últimas tendências em demografia, consumo e comportamentos de mídia hispânicos, acompanhado de um olhar atento sobre o eleitorado latino.

Com um número recorde de hispano-americanos elegíveis para votar este ano, sua aplicação na política é óbvia - mas os mesmos dados são igualmente relevantes para campanhas de marketing e publicidade em qualquer esfera, pois uma mensagem fundamental deste relatório diz respeito ao tamanho da população hispânica como uma porcentagem de todos os americanos. 

Idioma e idade

As gerações mais jovens de hispânicos de hoje (com menos de 55 anos) são predominantemente bilíngües e, a cada nova geração, mais dominam o inglês. Atualmente, 40,6 milhões de hispânicos com mais de cinco anos falam bem inglês, e 96% dos hispânicos com menos de 18 anos são bilíngües ou dominam o inglês. No total, 55% dos hispânicos são bilíngües, enquanto 27% dominam o inglês e 19% o espanhol.

Continue navegando por ideias semelhantes