02_Elements/Icons/ArrowLeft Voltar para o Insight
Insights > Mídia

GASTOS COM PUBLICIDADE GLOBAL NO PRIMEIRO SEMESTRE AUMENTAM 2,8%, EUROPA CAI 6,0%

Leitura de 2 minutos | Outubro 2013

Os profissionais de marketing continuam a aumentar gradualmente seus gastos globais com publicidade, já que as despesas cresceram 3,5% no segundo trimestre de 2013 e 2,8% em uma base anual para os períodos de janeiro a junho de 2013 e 2012, de acordo com o relatório trimestral Global AdView Pulse da Nielsen. Embora muitos profissionais de marketing permaneçam conservadores com os orçamentos de publicidade, os da América Latina continuam a contrariar a norma, aumentando seus gastos em 13,1% (para US$ 13,5 bilhões) no período de janeiro a junho.

Todas as regiões contribuíram para o crescimento global no primeiro semestre do ano, exceto a Europa, onde os profissionais de marketing continuam modestos com seus orçamentos de publicidade em meio à contínua crise fiscal da região, o que resultou em uma queda de 6% no período. Em outras regiões, os gastos com publicidade continuaram a se recuperar após a queda durante a recessão econômica, com um crescimento trimestral de 3,9% no Oriente Médio e na África, 2,7% na América do Norte e 6,4% na Ásia-Pacífico.

A Argentina contribuiu significativamente para o crescimento da região da América Latina, com um crescimento de quase 30%. Na Ásia-Pacífico, a Indonésia, a China e as Filipinas registraram um crescimento de dois dígitos nos anúncios no primeiro semestre de 2013, com os gastos chegando a US$ 51 bilhões na região. Na Europa, os gastos com publicidade aumentaram na Noruega, na Suíça e na Grécia (2,5%, 0,6% e 7,4%, respectivamente), enquanto os gastos diminuíram em todos os outros países da região.

arquivo

METODOLOGIA

Nielsen Global AdView Pulse mede os gastos com publicidade na TV, jornais, revistas, rádio, outdoor, cinema e publicidade na Internet. Os gastos com anúncios são baseados principalmente em cartões de tarifas publicadas. Alguns mercados podem excluir meios selecionados devido à disponibilidade de dados.

As fontes de dados externas para os outros países incluídas no relatório são:

  • Argentina: IBOPE
  • Brasil: IBOPE
  • Croácia: Nielsen em associação com a Ipsos
  • Egito: PARC (Centro Pan-Arabe de Pesquisa)
  • França: Yacast
  • Grécia: Serviços de mídia
  • Hong Kong: admanGo
  • Japão: Nihon Daily Tsushinsha
  • Kuwait: PARC (Centro Pan-Arabe de Pesquisa)
  • Líbano: PARC (Centro Pan-Arabe de Pesquisa)
  • México: IBOPE
  • Mídia Pan-Árabe: PARC (Centro Pan-Árabe de Pesquisa)
  • Portugal: Mediamonitor
  • Arábia Saudita: PARC (Centro Pan-Arabe de Pesquisa)
  • Espanha: Arce Media
  • Suíça: Nielsen em associação com a Media Focus
  • EAU: PARC (Centro Pan-Arabe de Pesquisa)

Tags relacionadas:

Continue navegando por ideias semelhantes