Centro de Notícias > Eventos

Transformando a medição em um mercado de mídia em transformação

1 minuto lido | Outubro 2016

Na semana passada, a Nielsen organizou o evento Measurement in 2025, The Science Behind What's Next (Medição em 2025, a ciência por trás do futuro) durante a New York Advertising Week. No evento, Megan Clarken, presidente de liderança de produtos, subiu ao palco para discutir o futuro da medição.

Após os comentários de Megan, a presidente da U.S. Media, Lynda Clarizio, moderou uma discussão animada sobre as mudanças no mercado de conteúdo e publicidade. Os líderes do setor, incluindo Brad Smallwood, vice-presidente de mensuração e insights do Facebook; Howard Shimmel, diretor de pesquisa da Turner Broadcasting System, Inc.; Lyle Schwartz, sócio-gerente do Group M; David Levy, vice-presidente executivo de receita não linear do Fox Networks Group; e Marc DeBevoise, presidente e diretor de operações da CBS Interactive, apresentaram as necessidades de mensuração voltadas para o futuro de suas empresas e, ao mesmo tempo, compartilharam suas perspectivas sobre o que as mudanças no mercado significam para o setor como um todo.  

Embora tenha havido uma divisão, o consenso claro do painel foi que, para que haja uma medição precisa, compras de anúncios e conteúdo inovador, as necessidades precisas de cada mídia devem ser claramente compreendidas. A avaliação precisa do que gera impacto em uma plataforma levará à criação de conteúdo eficaz.

Vivemos em uma época em que várias plataformas se uniram para formar um ecossistema no qual os consumidores navegam habilmente para interagir com seu conteúdo favorito. À medida que a medição continua a evoluir, a métrica fundamental continuará sendo as pessoas. Os consumidores são os indicadores da direção que nosso setor tomará e deverá tomar em seguida.

Isso veio na esteira do lançamento de nossas classificações de conteúdo digital - omais novo componente da implementação do Total Audience Measurement da empresa. Esse serviço de classificação mede o público em computadores e dispositivos móveis para conteúdo, incluindo vídeo e texto, e é o mais recente de uma série de transformações que a empresa está realizando.