Pular para o conteúdo
Centro de Notícias > Corporativo

Medição em um mundo digital: O que os marqueteiros precisam saber

1 minuto lido | Março 2017

Com os gastos totais em publicidade digital nos EUA superando os da publicidade na TV em 2016, o escrutínio deste mercado crescente está aumentando. Notícias recentes destacaram as preocupações dos marqueteiros seniores sobre se o digital pode cumprir com as promessas das campanhas publicitárias.

Como os grandes anunciantes de CPG exigem maior transparência na cadeia de fornecimento digital, a conversa na imprensa e no mercado tem se concentrado na capacidade de visualização e na responsabilidade. Em resposta a estas preocupações, algumas das maiores editoras digitais concordaram em realizar auditorias por certos órgãos do setor.

Para a Nielsen, as conversas em torno da publicidade digital reforçam a necessidade de uma verdadeira medição de terceiros através de plataformas. Embora aplaudamos os apelos por uma maior responsabilidade, as recentes discussões têm deixado escapar alguns pontos-chave. Para fazer transações com confiança, compradores e vendedores precisam mais do que capacidade de visualização e credenciamento individual - a indústria precisa de uma medição verdadeiramente independente, de terceiros, que forneça uma visão confiável em todo o cenário da mídia.

Eric Solomon, SVP, Product Leadership da Nielsen, recentemente se sentou para discutir a importância do marco do ano passado de gastos com publicidade digital e o que os marqueteiros precisam saber sobre a medição da eficácia da publicidade digital. Ele compartilhou suas idéias sobre transparência e responsabilidade, e as três áreas-chave nas quais a Nielsen acredita que os marqueteiros precisam se concentrar:

  1. O que significa a capacidade de visualização e medição de audiência
  2. A diferença entre credenciamento e independência
  3. O equilíbrio da mídia digital e tradicional